Peixes

Os peixes representam mais da metade de todos os vertebrados. Existem cerca de 25.000 espécies, exibem grande variedade de formas e habitam praticamente todos os tipos de ambientes aquáticos. Biologicamente, eles apresentam, uma grande diversidade de comportamentos, de modos de se alimentarem e de se reproduzirem.
Abaixo você encontra os peixes mais comuns de água doce que são encontrados na nossa região.

 

x Peixes de Água Doce
                     
                     
Black Bass
 

Distribuição/ocorrência: Endêmico da América do Norte, foi introduzido no Brasil em represas das regiões Sudeste e Sul, onde vive próximo às estruturas, predando qualquer tipo de organismo vivo.
Equipamento: Varas leve e média de ação rápida de 6 a 7 pés de comprimento e linhas pouco elásticas de 10 a 20lb e anzóis especiais.
Iscas: Naturais - Não recomendamos.
Artificiais - Plugs de superfície, meia água e fundo. Spinner e spinnerbaits, Minhocas, Salamandra e outras iscas deste tipo.

                     
                     
Tucunaré  
 

Distribuição/ocorrência: Bacia Amazônica e Araguaia-Tocantins, onde vivem nos lagos, baías, igapós e algumas vezes nas margens dos rios, principalmente junto aos barrancos. Foi disseminado em reservatórios espalhados pelas regiões Sudeste e Nordeste. Formam casais e se reproduzem em ambientes lênticos, construindo seus ninhos normalmente debaixo de troncos caídos.
Equipamento: Varas médias ou médias/pesadas, linhas 17 a 30Lb, anzóis nº 2 a 2/0.
Iscas: Naturais - Pequenos peixes e camarões.
Artificiais - Plugs de superfície ou meia água, Colheres, Spinners e Flies.

                     
                     
Aruanã
 

Distribuição/ocorrência: Bacias Amazônica e Araguaia-Tocantins, onde vivem em lagos e igapós, caçando insetos (bezouros, aranhas etc...) muitas vezes saltando um metro fora da água para caçá-los.
Equipamento: Varas médias, linhas 12, 14 e 17lb e anzóis nº 2, 1 e 1/0.
Iscas: Naturais - Pequenos peixes, camarões e principalmente insetos.
Artificiais - Pequenos plugs de superfície ou meia água, streamers , colheres e flies.

                     
                     
Dourado
 

Distribuição/ocorrência: Bacia do Prata: Salminus maxillosus e Bacia do São Francisco: Salminus brasiliensis, onde vivem nas corredeiras e na boca de lagos principalmente durante a vazante, quando se alimentam de peixes de escamas, de couro e Tuviras.
Equipamento: Varas de média à pesada com linhas de 20 a 30lb e anzóis 6 a 8/0 empados em aço flexível.
Iscas: Naturais: Tuviras e outros pequenos peixes.
Artificiais: Plugs de superfície e meia água, colheres

                     
                     
Pacú
 

Distribuição/ocorrência: Bacias Amazônica, Araguaia-Tocantins, Prata e São Francisco, onde algumas espécies serão encontradas em rios, lagos e igapós, e outras em corredeiras e pedrais, alimentando-se de frutos, sementes, algas e também de crustáceos e moluscos.
Equipamento: Pode ser pescado com vara de bambu com 4 a 5m de comprimento, linha 0,50 e anzóis fortes, batendo-se a isca de modo a reproduzir o som de uma fruta caindo. Com molinete ou carretilha, varas média ou a, linhas 17 a 25Lb e anzóis fortes.
Iscas: Caranguejos, Minhocuçus, coquinhos, pedaços de jenipapo, bolinhas de massa de farinha.

                     
                     
Pintado
 

Distribuição/ocorrência: Bacias do Prata e São Francisco, onde vivem no canal dos rios, nas praias, nos lagos e nos igapós, se alimentando de pequenos peixes.
Equipamento: Vara media/pesada, linhas 20 a 40Lb e anzóis 7 a 9/0, empatados em aço flexível.
Iscas: Principalmente peixes de escamas e Minhocuçus. Eventualmente quando "no visual" podem ser pescados com iscas artificiais de meia água ou fundo.

                     
                     
Cachorra
 

Distribuição/ocorrência: Hydrolycus scomberoides - Raphiodon vulpinus ,Bacias Amazônica e Araguaia-Tocantins, Raphiodon vulpinus, Bacia do Prata. Vivem em canais, praias de rios, lagos e igapós, alimentando-se de quaisquer outros peixes.
Equipamento: Varas média e média pesada, linhas 17, 20, 25lb, anzóis nº 4 a 6/0, empatados em arame flexível de 20 a 25cm de comprimento.
Iscas: Naturais - Pequenos peixes, pedaços de peixes e Tuviras.
Artificiais - Plugs de superfície ou meia água, colheres e streamers.

                     
                     
Tilápia
 

Distribuição/ocorrência: Em quase todo o Brasil, onde foram disseminadas através de peixamentos. Conforme a espécie podem ser: herbívoras, onívoras ou fitoplanctófagas.
Equipamento: Varas de bambu ou telescópicas, linha 8 a 12Lb um pouco maior que o comprimento da vara, anzóis nº 12 a 20.
Varas leves ou medias/leves com molinete ou carretilha, bóias de arremesso.
Iscas: Naturais: Milho, capim, minhoca., larvas de insetos e massa de farinha.
Artificiais: Pequenos plugs de superfície ou meia água, spinners e flies.

                     
                     
Piava
 

Distribuição/ocorrência: Peixe de escamas encontrado nas margens dos rios, lagos e florestas inundadas.
Equipamento: Varas de bambu ou telescópicas, linha 8 a 12Lb um pouco maior que o comprimento da vara, anzóis nº 12 a 20. Varas leves ou medias/leves com molinete ou carretilha, bóias de arremesso.
Iscas: São pescados com iscas naturais

                     
                     
Trairão
 

Distribuição/ocorrência: Bacia Amazônica e Rio Ribeira do Iguape, onde vivem à margem dos rios, dos lagos e das lagoas em áreas com vegetação ou galhos/troncos submersos, alimentando-se de peixes, batráquios e insetos.
Equipamento: Vara média/pesada, linhas 20 a 30Lb, anzóis nº 10 a 12/0 (grandes o bastante para ferrá-los por trás do mento) encastoados em aço flexível.
Iscas: Peixes inteiros ou em pedaços.

                     
                     
Bagre
 

Distribuição/ocorrência: Este peixe pode ser encontrado tanto em águas salgadas e salobras da costa leste brasileira como nas águas interiores do nosso território. O nome bagre é genérico, já que existem muitas espécies de bagre diferentes.
Equipamento: Vara média/pesada, linhas 20 a 30Lb, anzóis nº 10 a 12/0 (grandes o bastante para ferrá-los por trás do mento) encastoados em aço flexível.
Iscas: Camarão morto,minhocas, larvas e pedaços de carne(coração de boi).

                 
                 
Tuvira                
 

Distribuição/ocorrência: Em todo o território nacional.
Equipamento: Pode ser pescado com vara de bambu com 4 a 5m de comprimento, linha 0,50 e anzóis médios.
Iscas: Larvas e pedaços de carne.

 
                 
Corvina de Água Doce
 

Distribuição/ocorrência: A Plagioscion spp é a representante na água doce de uma família predominantemente marinha. É encontrada nas bacias Amazônica e Araguaia-Tocantins. Foi disseminada através de sucessivos peixamentos nas bacias do Prata, do São Francisco e Açudes do Nordeste, onde vivem em grandes cardumes no fundo ou na meia água, alimentando-se de pequenos peixes e camarões.
Equipamento: Varas médias de ação rápida propiciam melhores ferradas. linhas 14, 17 ou 20lb e anzóis 1 a 3/0.
Iscas: Naturais - Pequenos peixes, camarões e Tuviras.
Artificiais - Plugs de meia água e Jigs.

 
                 
Carpa Espelho                
 

Distribuição/ocorrência: A Carpa tornou-se uma espécie tipicamente de albufeiras e cursos de água com corrente fraca e muita vegetação. Tem o hábito de nas águas pouco profundas se fossar no fundo a fim de provocar turvação e costuma vir à superfície para aspirar o ar.
Equipamento: Varas médias de ação rápida propiciam melhores ferradas. linhas 14, 17 ou 20lb e anzóis 1 a 3/0.
Iscas: Milho, Trigo, Fava, Asticot, Feijão Frade, Queijo, Fiambre, Peixe, Frango, Pão, Avelã, Batata, Grão, Cânhamo, Lagostim, Lesma, Ervilha, Feijão Manteiga, Feijoca, Feijão Branco, Feijão Encarnado, Minhoca, Broa de Milho, Salsicha, Lentilha, Chouriço, Amendoa, Paio, Azeitona, Amendoim.

 
                 
Curimbatá                
 

Distribuição/ocorrência: Bacia do Prata: P. lineatus, P. scrofa e P. platensis.
Bacia do São Francisco: P. marggravii, P. affinnis e P. vimbóides.
Foram introduzidos através de peixamento em vários açudes do Nordeste.
Alimentam-se (no fundo) de matéria orgânica em decomposição.
Equipamento: Varas simples de tamanhos variados com linha 0,30 a 0,40mm, um pouco maior que a vara com pequenos anzóis o mais fino possíveis.
Iscas: Como se alimentam de detritos em decomposição a melhor maneira de pescá-los é com massa de farinha de trigo. Nesse item cada pescador tem a sua receita.

 
                 
Carpa                
 

Distribuição/ocorrência: Essa espécie de peixe de água doce, originária da China, é muito usada em piscicultura no Velho Mundo, tendo sido introduzida na América do Sul. Também é muito popular em aquariofilia, vivendo bem em tanques externos e em grupos.
Equipamento: Varas médias de ação rápida propiciam melhores ferradas. linhas 14, 17 ou 20lb e anzóis 1 a 3/0.
Iscas: Massa, Salsicha, Ração/Guabi, Pão, Minhoca

 
                 

Piraputanga

               
 

Distribuição/ocorrência: Brycon microleps, Bacia do Prata; Bryconhilarii, Bacia do São Francisco, onde vivem tanto em águas rápidas quanto em remansos debaixo de árvores frutíferas, onde se alimentam dos seus frutos e de pequenos peixes.
Equipamento: Varas leves ou médias/leve, linhas 10 a 14Lb e anzóis de haste longa nº 2, 1 ou 1/0.
Iscas: Naturais - Pequenos peixes ou pedaços, frutos
Artificiais - Pequenos plugs de meia água. Colheres e spinners.

 
                 
Jaú                
 

Distribuição/ocorrência: Bacias Amazônica, Araguaia-Tocantins e Prata, onde vivem no canal dos rios e nos poços abaixo das cachoeiras, alimentando-se pequenos peixes.
Equipamento: Vara pesada com linhas acima de 40Lb, anzóis de maiores que 9/0, empatados em aço flexível e chumbadas conforme a necessidade do local, normalmente acima de 200 Gramas.
Iscas: Somente naturais, como peixes de escama, Tuviras, Muçuns e Minhocuçu.

 
 
Lambari
 

Distribuição/ocorrência: Em todo o Brasil. Praticamente não existe um curso d'água onde uma de suas espécies não seja encontrada. Alimentam-se de quase tudo, desde insetos à flores, frutos e sementes.
Equipamento: Varas leves com equipamento micro ou varas simples com linhas de 2 a 6 Lb e anzóis nº 18, 20, 22.
Iscas: Naturais: Queijo, macarrão, insetos e minhocas.
Artificiais: Pequenos streamers e iscas de fly.

Barbado
 

Distribuição/ocorrência: Bacias Amazônica, do Prata e Araguaia -Tocantins, onde vive na beira dos rios. Piscívero por excelência é bastante voraz, atacando exemplares presos às redes.
Equipamento: Varas média ou média- pesada, linhas 20 a 25lb e anzóis 4/0 a 8/0.
Iscas: Peixes inteiros ou em pedaços, Minhocuçus.